Dólar recua na última sessão de 2008

SÃO PAULO, 30 de dezembro de 2008 - Em meio ao volume restrito de negócios por conta das festas de fim de ano, o mercado de câmbio operou em baixa durante está manhã. A moeda estrangeira oscilou entre a mínima de R$ 2,307 e a máxima de R$ 2,365, para chegar nas últimas ofertas da manhã em queda de 3,48%, cotada a R$ 2,331 para venda.

Por ser dia de formação de PTax (média apurada pelo BC) para a liquidação dos contratos de dólar futuro na BM&FBovespa, tem a tradicional disputa entre "comprados" e "vendidos", o que gera volatilidade. A ptax de hoje será usada na próxima sexta-feira, para liquidação do dólar futuro de janeiro na BM&FBovespa e ajustes do vencimento de papéis cambiais de aproximadamente US$ 10 bilhões.

O Banco Central realizou leilões de venda de dólares com compromisso de recompra futura. A autoridade monetária vendeu dólares e os recomprará em 2 de fevereiro de 2009 (31 dias corridos a partir da liquidação), 2 de março de 2009 (59 dias) e 1º de abril de 2009 (89 dias). A taxa de venda do BC para liquidação em 2 de janeiro foi de 2,352 e a taxa de compra para liquidação em 1º de abril de 2009 foi de 2,416464 valor total do leilão US$ 530 milhões.

Os agentes financeiros repercutiram positivamente nesta manhã, a ajuda de US$ 6 bilhões anunciada na noite passada pelo governo dos Estados Unidos a GMAC - financeira da fabricante de carros General Motors.

Embora os agentes já estejam se preparando para o próximo ano, o diretor-executivo da NGO corretora, Sidnei Moura Nehme, não acredita em pressões sobre o preço do dólar ao longo de 2009, pois as reservas cambiais, ainda que não fruto de poupança e tendo um custo de carregamento elevado, continuarão representando forte escudo protetor. Para o final de 2009 o economista projeta dólar entre R$ 2,10 e R$ 2,20.

(Maria de Lourdes Chagas - InvestNews)