Preço ao atacado faz IGP-M cair 0,13% no mês

SÃO PAULO, 29 de dezembro de 2008 - O Índice Geral de Preços ao Mercado (IGP-M) sofreu deflação de 0,13% em dezembro. Bem abaixo dos 0,38% registrados pelo índice em novembro. Os grandes responsáveis pelo resultado negativo foram os preços ao atacado, que têm maior peso no IGP-M, com queda de 0,42%, ante alta de 0,30% do mês anterior. As inforamações foram divulgadas há pouco pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

O índice relativo aos Bens Finais registrou deflação de 0,41%, em dezembro. Em novembro, este grupo de produtos mostrou leve alta de 0,06%. Contribuiu para a desaceleração o subgrupo alimentos processados, cuja taxa de variação baixou de -0,20% para -1,11%. Excluindo-se os subgrupos alimentos in natura e combustíveis, o índice de Bens Finais (ex) registrou variação de -0,27%. Em novembro, a taxa foi de 0,41%.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), que também compõe o IGP-M, registrou desaceleração de 0,65% do mês anterior para 0,22% em dezembro. Os grupos Materiais e Mão-de-Obra apresentaram redução em suas taxas, passando de 1,07% para 0,31% e de 0,24% para 0,03%, respectivamente. O grupo Serviços apresentou acréscimo subindo de 0,66% para 0,75%.

Já o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) apresentou elevação nesta amostragem em relação ao mês anterior de 0,52% para 0,58%. Cinco das sete classes de despesa componentes do índice apresentaram acréscimos. A principal contribuição no sentido ascendente partiu do grupo Transportes (0,09% para 0,50%). Nesta classe de despesa, os destaques foram: tarifa de táxi (0,00% para 4,39%), tarifa de ônibus urbano (0,00% para 0,57%) e combustíveis e lubrificantes (-0,04% para 0,24%).

(PD - InvestNews)