Para presidente, 2008 foi um ano bom para o Brasil

SÃO PAULO, 29 de dezembro de 2008 - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta manhã, em seu programa de rádio semanal "Café com o Presidente", que 2008 foi um ano bom para o Brasil, um ano bom para o brasileiro, 'porque o Brasil cresceu economicamente, fortemente'.

O presidente enfatizou que o Brasil se desenvolveu em vários outros setores da sociedade, o que promoveu uma maior distribuição de renda e crescimento do comércio. 'E eu penso que foi um ano bom, um ano que me permite dizer ao povo brasileiro, sabe, que embora a gente tenha uma crise internacional, que é a mais forte de toda a história depois da industrialização, o fato concreto é que o Brasil é o país que está mais preparado'.

Lula deixou claro que até o dia 20 de janeiro será apresentado outras propostas de incentivo ao crescimento econômico. 'E eu acho importante todo mundo ter claro que nós não vamos ficar esperando a crise abalar o Brasil. Na verdade, nós vamos trabalhar para que essa crise não cause os efeitos perversos aqui no Brasil, que está causando no Japão ou que está causando nos Estados Unidos, com milhões de desempregados'

Quanto ao episódio de Santa Catarina, o presidente afirmou que o vem fazendo de tudo o que está ao seu alcance. 'Vamos continuar solidários com o povo de Santa Catarina. Vamos continuar trabalhando em parceria com o governo do estado e com as prefeituras, porque nós agora precisamos ajudar aquele povo a se reerguer, levantar a cabeça, lamentar as mortes e dizer que a vida continua'

Lula também deixou uma mensagens aqueles que estão saindo para aproveitar os feriados de fim de ano para pedir cuidado nas estradas. 'Primeiro, não beber se for pegar o volante; segundo, só ultrapassar quando a estrada permitir que ultrapasse; terceiro, andar na velocidade recomendada, sabe, nas placas das rodovias, porque a falta de responsabilidade de algumas pessoas, provoca a desgraça, a morte, na vida de outras pessoas. Então é importante que todos nós sejamos responsáveis'

(Redação - InvestNews)