IGP-M e Focus ditam rumo dos negócios

SÃO PAULO, 29 de dezembro de 2008 - O resultado de dezembro do Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) e a melhora na expectativa para inflação foram os eventos que pautaram os negócios desta manhã no mercado de renda fixa. Na BM&FBovespa as projeções de juros embutidas nos contratos de Depósito Interfinanceiro (DI) sinalizam alta ignorando as boas notícias do campo de inflação. O DI de janeiro de 2010 avançava de 12,28% para 13,35% ao ano, acompanhando a valorização do preço do petróleo.

Para analistas, além dos ajustes na curva de juros futuros, o mercado acompanha a forte valorização dos contratos futuros de petróleo, com a cobertura de vendidos em meio à expectativa de anúncios de novos cortes de oferta por parte de produtores da Organização de Países Exportadores de Petróleo (Opep) e ao recrudescimento dos conflitos na Faixa de Gaza.

Logo cedo, os investidores receberam o resultado do IGP-M de dezembro que sofreu deflação de 0,13%, abaixo dos 0,38% registrados pelo índice em novembro, no entanto, o indicador veio dentro das estimativas dos analistas. Os grandes responsáveis pelo resultado negativo foram os preços ao atacado, que têm maior peso no IGP-M, com queda de 0,42%, ante alta de 0,30% do mês anterior.

Já o boletim Focus, mostrou que o mercado financeiro continua apostando numa queda da inflação para o próximo ano. Segundo o boletim divulgado pelo Banco Central (BC), os especialistas reduziram de 5,02% para 5% a previsão do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para 2009. Para este ano, a projeção se mantém em 6,03%. Esta é a quinta queda na estimativa.

(Maria de Lourdes Chagas - InvestNews)