Investimento em transporte impulsiona exportação

SÃO PAULO, 24 de dezembro de 2008 - A importância do transporte para a economia brasileira pode ser medida pelo desempenho do agronegócio na balança comercial. Em 2007, a exportação de produtos agropecuários gerou US$ 49,6 bilhões, representando 25,1% do Produto Interno Bruto (PIB) e 36,4% do total do comércio exterior.

O Ministério da Agricultura incentiva a adoção de medidas para amenizar gargalos e contribuir para o crescimento das vendas externas. Em 2007, por exemplo, foram iniciadas obras nas rodovias federais 158, 174, 242 e 364, no Mato Grosso, e na BR-163, divisa com o Pará. Será investido R$ 1,25 bilhão, do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), para construção e pavimentação das vias.

A BR-174, com inauguração prevista para o final de 2008, facilitará o escoamento da produção de algodão, arroz, soja e milho. As demais rodovias têm estimativa de conclusão para 2010. Todas as intervenções são acompanhadas pelo Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transporte (DNIT), do Ministério dos Transportes.

Os 23 municípios mato-grossenses situados na área de influência da Rodovia 163 produzem 12,3 milhões de toneladas de grãos. Na região, está localizado o município de Sorriso, que, em 2007, foi o maior produtor de soja do Brasil, com cerca de 1,6 milhão de tonelada. No Pará, a estrada atravessa uma das regiões mais ricas do País em potencial econômico e recursos naturais, como as bacias hidrográficas do Amazonas, Xingu e Teles Pires-Tapajós.

O investimento nas regiões Centro-Norte e Centro-Oeste é considerado prioritário porque, nessas localidades, as distâncias dos portos exportadores e mercados consumidores são maiores, se comparadas com outras regiões do País. Também refletem a interiorização da agricultura, que mudou a geografia econômica do agronegócio brasileiro.

(Redação - InvestNews)