Coréia do Sul investe US$ 4,08 bilhões no mercado de trabalho

SÃO PAULO, 24 de dezembro de 2008 - O governo da Coréia do Sul anunciou hoje que planeja injetar mais de 5,4 bilhões de wons (US$ 4,08 bilhões) no mercado de trabalho a partir de 2009, principalmente devido à crescente preocupação com a diminuição dos negócios e um possível aumento do desemprego, informa hoje a agência de notícias Yonhap.

As autoridades sul-coreanas planejam revisar a lei que exige das companhias a conversão de empregados irregulares para regulares, após dois anos desde que entrou em vigor.

Em comunicado apresentado pelo presidente da Coréia do Sul, Lee Myung-bak, o Ministério do Trabalho declarou que investirá 5,4 bilhões de wons (US$ 4,08 bilhões) em 2009 para ajudar os desempregados a encontrarem uma nova oportunidade de trabalho. O montante também será investido em capacitação profissional.

A criação de postos de trabalho na Coréia do Sul caiu em novembro para seu nível mais baixo em cinco anos, afetada pelo aumento do número de companhias que limitaram a contratação devido à crise no sistema financeiro internacional.

Espera-se que estes fundos adicionais ajudem 152 mil pessoas desempregadas em 2009, ante os 99 mil que receberam ajuda neste ano. Além disso, 15 mil vagas de emprego deverão ser criadas no setor de serviços sociais, segundo acrescenta a reportagem da Yonhap.

(Redação - InvestNews)