China confisca 7,35 bilhões de cigarros falsificados

SÃO PAULO, 24 de dezembro de 2008 - As autoridades chinesas confiscaram 7,35 bilhões de cigarros com marca falsificada e detiveram mais de 6.060 pessoas relacionadas com estes casos de pirataria em 2008, informou a Administração Estatal do Monopólio do Tabaco através da agência oficial de notícias Xinhua.

Nas operações policiais realizadas entre janeiro e novembro foram desmanteladas 2.912 fábricas ilegais de tabaco, e dos detidos 3.056 foram processados judicialmente, assinalou o subdiretor da citada administração, Zhang Hui. Se fossem negociados, os cigarros teriam um valor de mercado estimado em 4,1 bilhões de iuanes (US$ 598 milhões).

Nos 11 primeiros meses deste ano, a indústria do tabaco chinesa acumulou um lucro de 430 bilhões de iuanes (US$ 62 bilhões), uma alta de 18% em relação ao mesmo período do ano passado. Calcula-se que mais de um quarto dos chineses (cerca de 350 milhões de pessoas) são consumidores de tabaco, o que representa um terço da população fumante mundial.

(Redação com agências internacionais - InvestNews)