Sarkozy defende inclusão do Brasil no G8

Portal Terra

TERRA - O Presidente da França, Nicolas Sarkozy, defendeu nesta terça-feira a inclusão do Brasil, China e Índia no G8, grupo que reúne os países mais ricos do mundo como Estados Unidos, Japão, Alemanha, Canadá, França, Itália, Reino Unido e Rússia. Sarkozy participou da cerimônia de assinatura de diversos acordos para cooperação bilateral entre Brasil e França ao lado do presidente Luis Inácio Lula da Silva.

Segundo o presidente da França, é necessária também a inclusão no G8 de um país árabe e um africano.

- Temos consciência de que o Brasil pode se tornar uma potência militar, econômica e política. O G8 não pode continuar sem Brasil, Índia e China, disse.

O presidente Lula enfatizou o pedido de Sarkozy e disse que o G8 necessita de uma reformulação. Ele afirmou ser o brasileiro que em toda a história da independência do Brasil fez mais propaganda para o consumo.

- Crise a gente não enfrenta com choradeira, mas sim com investimentos.

Na última segunda-feira, Lula convocou os brasileiros a consumirem neste Natal. Em mensagem de final de ano veiculada em rede de rádio e TV, ele voltou a dizer que se o consumidor não compra, a indústria não produz e o emprego fica ameaçado.

O presidente disse também que aqueles que criticam o País por estar excessivamente voltado para o Mercosul possuem uma grande carga de preconceito.

- Alguns querem que a gente só olhe para os Estados Unidos e para Europa, mas nós temos que ajudar os países do Mrecosul a se desenvolver.

Ele lembrou, ainda, que hoje a França é um mercado prioritário para as exportações brasileiras, já que é o quarto maior investidor do mundo no País.