Rio de Janeiro é o estado que mais criou vagas celetistas em

JB Online

RIO - Em novembro, o estado do Rio de

Janeiro gerou 17.547 empregos formais, o equivalente a 0,59% de aumento em relação ao estoque de assalariados do mês anterior. Com este resultado o estado fluminense ficou em primeiro lugar em número de empregos criados no período. Apenas onze estados tiveram desempenho positvo na criação de vagas com carteira assinda em novembro. Depois do líder RJ, vêm, respectivamente, o Rio Grande do Sul, com mais 8.036

postos formais, e o Ceará (4.245 postos). Os números são do

Cadastro Geal de Empregados e Desempregados (Caged),

apresentados nesta segunda-feira pelo ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi.

Setores

O Comércio foi o setor da economia fluminense que gerou o maior número de empregos formais em novembro, 10.637 vagas, variação de 1,58% em relação ao mês de outubro. Os

Serviços também obtivem um bom desempenho no mês, 7.l84 vagas formais, variação de 0,46% em relação ao mês anterior.

Acumulados

De janeiro até novembro o saldo entre demissões e admissões foi de 173.938 vagas no Rio de Janeiro, o correspondente a taxa de crescimento de 6,17% em relação ao estoque de dezembro de 2007. Foi o terceiro melhor desempenho entre os estados da federação para o período.

Nos últimos 12 meses, os cariocas obteveram um saldo de 178.636 vagas formais, elevação de 6,35% em relação a novembro de 2007. Foi o terceiro colocado, no período, superado pelo estado de São Paulo, que obteve saldo de 637.234; e de perto por Minas Gerais, com sua 189.337 vagas geradas.

Interior x área metropolitana

O Grande Rio foi o principal

responsável pelo ótimo desempenho do estado na criação de vagas formais em novembro: 15.535 postos (+ 0,69%), segundo melhor desempenho da série histórica do Caged. O interior do

Rio de Janeiro ficou com 2.194 novas vagas formais. Entre janeiro e novembro deste ano o saldo de empregos no interior fluminense foi de 47.984 vagas, variação de 6,87% em relação ao estoque de dez de 2007.

Municípios

Entre as cidades, a capital foi a principal responsável por o estado destoado do restante do país em

novemnbro. Os cariocas tiveram mais de 10 mil novas vagas com carteira assinada, alta de 0,6%. Duque de Caxias criou 1,9 mil postos. Rio das Ostas, na região dos Lagos, foi o

município que apresentou a maior taxa de crescimento em novembro: 2,88%, o equivalente a 239 vagas.