Tráfego aéreo de passageiros volta a cair em novembro

REUTERS

SÃO PAULO - O tráfego aéreo de passageiros no Brasil voltou a recuar em novembro, depois de ter registrado em outubro a primeira contração anual desde agosto do ano passado, segundo dados divulgados nesta quinta-feira pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Novembro registrou um volume de 3,77 milhões de passageiros transportados, queda de 1 por cento sobre o registrado no mesmo mês de 2007. A queda soma-se ao recuo de 3,9 por cento verificado em outubro, quando o mercado aéreo transportou 3,78 milhões de passageiros.

Enquanto o volume de passageiros caiu, a oferta de assentos aumentou 11,4 por cento em novembro na comparação com o mesmo período de 2007.

A TAM, manteve praticamente inalterada sua participação no mercado doméstico, em 51,7 por cento, enquanto a rival Gol fechou o mês passado com uma fatia de 40,05 por cento, depois que a Anac autorizou a união da malha aérea da empresa com a da unidade adquirida Varig.

As participações da Gol e da Varig em outubro somaram 40,3 por cento.

Em termos de ocupação dos aviões, o percentual da indústria passou de 70 por cento há um ano para 62 por cento em novembro de 2008. A TAM registrou taxa de 66 por cento, um ponto percentual a mais que em outubro, enquanto Gol/Varig teve índice de 58 por cento em novembro, mesma variação que a apurada no mês anterior.

No tráfego internacional, o número de passageiros transportados cresceu 17,9 por cento em relação a novembro de 2007, para 1,55 milhão. Apesar disso, o volume representa uma queda ante os 1,68 milhão transportados em outubro.

A participação da TAM no segmento internacional ficou em 84,68 por cento ante 83,84 por cento em outubro. O grupo Gol teve fatia de 14,92 por cento contra uma participação conjugada de Gol e Varig de 15,79 por cento no mês anterior.