Siderúrgicas japonesas podem desativar fornalhas

SÃO PAULO, 3 de dezembro de 2008 - Grandes siderúrgicas japonesas, como a JFE Steel e a Kobe Steel, por exemplo, analisam a possibilidade de desativar provisoriamente as fornalhas utilizadas na produção de aço bruto, segundo informou hoje a agência de notícias Kyodo, citando fontes ligadas ao assunto. A medida seria influenciada pela queda na demanda pelo metal, principalmente por conta da desaceleração na economia mundial.

As siderúrgicas nipônicas procuram evitar a paralisação do uso de fornalhas - exceto em casos de inspeções e substituição de equipamentos, tendo em vista as posteriores dificuldades de sua reativação, quando o ferro em seu interior está solidificado.

Em outubro deste ano, a produção de aço bruto do Japão recuou 2,7%, para 10,1 milhões de toneladas métricas, em relação ao mesmo período de 2007. O resultado, que representa a primeira queda na produção de aço nipônica em 29 meses, foi influenciado pelo recuo na demanda de setores como o automotivo e de construção.

(Redação - InvestNews)