Lula: Petrobras não pode disputar crédito com pequenas empresas

REUTERS

BRASÍLIA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quarta-feira que é preciso criar um modelo para que a Petrobras não dispute crédito com pequenas empresas nos bancos públicos.

A declaração de Lula foi feita em meio à polêmica sobre o empréstimo de R$ 2 bilhões feito pela Petrobras na Caixa Econômica Federal. A oposição levantou eventuais problemas financeiros da Petrobras e questionou a legalidade da operação.

- Obviamente que eu acho que a Petrobras é tão poderosa, que ela ir na Caixa pegar dinheiro, ela vai tirar dinheiro de uma pequena empresa, de uma consultoria, de uma empresa pequena de construção civil -disse Lula em discurso durante abertura da Convenção Mundial de Engenheiros. - Então, é importante que a gente estabeleça um acordo com os bancos estrangeiros a oportunidade de financiar os grandes projetos de infra-estrutura para que a Petrobras não dispute com as pequenas empresas - acrescentou.

Lula, no entanto, não condenou o empréstimo feito pela Petrobras e disse que a estatal tomou essa atitude porque a Caixa estava com uma oferta atraente de linhas de financiamento.

- Qualquer um de nós vai pedir dinheiro onde tem - disse.

Na reunião da coordenação política, na última segunda-feira, o governo acusou a oposição de fazer "terrorismo" na crise, referindo-se às suspeitas levantadas de que a Petrobras estivesse com problemas financeiros.