Equador diz que pode consultar tribunal de Haia sobre dívida

REUTERS

QUITO - O Equador poderá fazer uma consulta ao Tribunal Internacional de Justiça de Haia sobre a dívida 'ilegal', ou empréstimos contratados irregularmente que o governo ameaça não pagar, disse nesta quarta-feira um ministro do país.

- Justamente uma das alternativas é elevar uma opinião consultiva no Tribunal de Justiça de Haia para ter um critério de avaliação judicial que nos permita ter elementos que sustentem qualquer outra decisão- disse a uma rede de TV local o ministro coordenador de política, Ricardo Patiño.

Dentre os débitos questionados está um empréstimo do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para a construção de uma hidrelétrica no país.