UE obtém acordo para reduzir emissões de CO2

SÃO PAULO, 2 de dezembro de 2008 - A União Européia (UE) obteve ontem um acordo para obrigar as montadoras a reduzir as emissões de CO2 de seus veículos novos a partir de 2012. O compromisso, que faz parte dos esforços da UE para combater o aquecimento global, foi obtido durante negociações entre representantes dos 27 países do bloco, do Parlamento Europeu e da Comissão, após vários meses de discussões.

O acordo prevê um escalonamento entre 2012 e 2015 desta redução imposta às montadoras, até chegar a média de 130 gramas de CO2 por quilômetro (gr/km) para a totalidade dos veículos produzidos. Em 2005, a emissão média foi de 159 gr/km por veículo produzido.

A Comissão havia proposto inicialmente a redução total a partir de 2012, sem escalonamento, mas a medida foi severamente criticada por montadoras de diversos países. Pelo acordo fechado ontem, 65% dos novos veículos estarão adequados em 2012, 75% em 2013, 80% em 2014 e 100% em 2015. Este escalonamento será compensado por um novo objetivo de redução, de 95 gr/km para 2020.

Cada montadora deverá atingir um objetivo próprio para que a UE consiga a redução média de 130 gr/km. A italiana Fiat deverá reduzir a 122 gr/km, os franceses Renault e Peugeot-Citroën a entre 126 e 127 gr/km, e a alemã VW a 132 gr/km.

Os construtores de modelos mais caros, como Jaguar, Maserati e Ferrari, também contribuirão para a redução, de maneira diferenciada. Estão previstas multas progressivas para quem não cumprir as metas, de até 95 euros por veículo por cada 3 gr/km.

(Redação com agências internacionais - InvestNews)