Paulo Bernardo diz que taxas poderão baixar em 2009

SÃO PAULO, 2 de dezembro de 2008 - O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, afirmou hoje que haverá espaço para cortes na taxa de juros em 2009. Preferiu, no entanto, não fazer previsões. "Não sei quando. O Banco Central tem que olhar inflação e atividade, e eu tenho certeza de que eles vão olhar tudo isso", disse o ministro.

Segundo Bernardo, o governo pretende trabalhar para alcançar um crescimento de 4% em 2009. Ele garantiu que o governo manterá investimentos e programas sociais e garantirá a capacidade de fomento dos bancos públicos.

"Vamos arregaçar as mangas e fazer dar 4%. Se a gente ficar deitado, porque estão dizendo que vai crescer 2%, meio por cento, provavelmente vai crescer 2% ou meio por cento. Temos que trabalhar, temos que acreditar e fazer acontecer", disse Paulo Bernardo.

As informações são da Agência Brasil.

(Redação - InvestNews)