Aéreas sul-coreanas querem ampliar rotas e vôos para os EUA

SÃO PAULO, 12 de novembro de 2008 - As duas principais companhias aéreas da Coréia do Sul anunciaram hoje que planejam reorganizar ou até ampliar suas rotas para os Estados Unidos, principalmente após o dia 17 de novembro, quando entra em vigor o programa norte-americano que dispensa vistos para os cidadãos sul-coreanos.

Junto com outros seis países, incluindo a República Tcheca, os habitantes da Coréia do Sul terão autorização para visitar os Estados Unidos por 90 dias, sem a necessidade de visto.

"Prevemos que a demanda por viagens aéreas aos EUA aumentará no longo prazo. A queda recente nos preços do petróleo também ajudará a elevar o número de passageiros", afirmou um executivo da Korean Air Lines, em declaração à agência de notícias Yonhap.

A Korean Air, maior empresa aérea da Coréia do Sul, planeja três vôos semanais em sua rota entre Incheon, maior aeroporto sul-coreano, e Las Vegas, a partir de 16 de dezembro, além de expandir a quantidade de vôos entre Incheon-Washington e Incheon-San Francisco, de quatro para sete vezes por semana, a partir do próximo mês, segundo informou a companhia.

Já a Asiana Airlines, segunda maior aérea da Coréia do Sul, quer incrementar seus vôos entre Incheon e Seattle de três vezes por semana para quatro vezes, a partir de 11 de dezembro. A companhia também planeja ampliar o número de vôos semanais entre Incheon e Los Angeles, de 11 para 14, a partir do dia 16 de dezembro.

(Redação - InvestNews)