Lucro de companhias estatais chinesas é afetado por crise mundial

SÃO PAULO, 3 de novembro de 2008 - Os lucros das companhias estatais chinesas, excluindo as entidades financeiras, registraram queda durante os nove primeiros meses de 2008, afetados principalmente por conta da desaceleração na economia mundial, segundo dados divulgados pelo Ministério da Fazenda da China e difundidos pela agência oficial de notícias Xinhua.

O lucro líquido das companhias entre janeiro e setembro deste ano totalizaram 1,11 trilhão de iuanes (US$ 162 bilhões), o que representa uma queda de 2,9% em comparação ao ganho visto no mesmo período de 2007.

A receita com vendas cresceu 25% nos três primeiros trimestres de 2008, em termos anuais, para 16,03 bilhões de iuanes. No entanto, a cifra é 1,1 ponto percentual menor em relação ao período janeiro-agosto.

O setor de energia foi o que registrou as maiores perdas, já que o preço da energia elétrica não compensou o crescente custo com carvão. As perdas das cinco principais companhias de eletricidade do gigante asiático somaram 21,4 bilhões de iuanes nos nove primeiros meses do ano. Entre as duas maiores do setor, a queda nos lucros foi de 80,9% no período em análise.

O relatório do Ministério da Fazenda da China ressalta que aumentaram as perdas da indústria petroquímica e de produção de petróleo, principalmente devido a forte diminuição nos preços das commodities, inclusive do petróleo, atualmente distante do recorde de US$ 147,11 por barril visto em julho de 2008.

O documento acrescenta que o lucro das companhias do setor petroquímico caiu 81,1% entre janeiro e setembro, em comparação ao mesmo período de 2007. Já entre as petrolíferas, a queda nos ganhos foi de 6,9%, em termos anuais.

(Redação - InvestNews)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais