Commerzbank pede ajuda de 8,2 bilhões de euros ao fundo de resgate

SÃO PAULO, 3 de novembro de 2008 - O Commerzbank, um dos principais institutos bancários privados da Alemanha, anunciou hoje que decidiu pedir ajuda do fundo de resgate do governo alemão, principalmente por conta da crise financeira internacional.

O banco solicitou uma ajuda de 8,2 bilhões de euros do citado fundo para reforçar sua liquidez, assim como uma opção a um aval de 15 bilhões de euros para sustentar seus fundos de investimentos.

Depois da empresa de financiamento imobiliário Hypo Real Estate, o Commerzbank é o segundo banco alemão que solicita ajuda do fundo, que conta com 500 bilhões de euros e foi aprovado há duas semanas pelas duas câmaras parlamentares da Alemanha.

O anúncio da solicitação de ajuda aconteceu pouco antes do Commerzbank anunciar que entrou em números vermelhos ao fazer o balanço de resultados para o terceiro trimestre do presente ano. Entre julho e setembro de 2008, o Commerzbank registrou perda de 285 milhões de euros, após obter um lucro de 339 milhões de euros no segundo trimestre de 2008.

Quanto às ajudas do fundo de resgate, o Commerzbank lembrou que as garantias para os avais terminarão no final de 2012 e que pagará os juros correntes do mercado. Em troca, o Commerzbank não abonará dividendos em 2008 e 2009 e os salários dos membros de seu conselho de administração serão cortados para um máximo de 500.000 euros ao ano.

(Redação com agências internacionais - InvestNews)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais