Siderúrgicas terão 40% da Namisa em acordo de US$ 3 bi

REUTERS

SÃO PAULO - Um grupo liderado pela trading japonesa Itochu e que inclui cinco siderúrgicas do Japão e uma da Coréia do Sul deve investir cerca de 4 trilhões de wons (US$ 3 bilhões) por uma participação de 40% na mineradora brasileira Namisa, unidade da Companhia Siderúrgica Nacional .

As siderúrgicas envolvidas são as japonesas Nippon Steel, JFE Steel, Sumitomo Metal Industries, Kobe Steel e Nisshin Steel e a sul-coreana Posco.

A Posco, quarta maior siderúrgica do mundo, informou em comunicado que os detalhes da compra da participação serão finalizados na terça-feira e um representante da companhia afirmou que a siderúrgica investirá cerca de 505 milhões de dólares por uma fatia de 6,5 por cento da Namisa. A Itochu é a quarta maior trading do Japão.

O acordo vinha sendo muito disputado pela siderúrgica global ArcelorMittal e a indiana Tata Steel, enquanto a chinesa Baosteel e um consórcio liderado pela Shagang Grou também tinham demonstrado interesse na operação.

A CSN planeja ampliar a produção anual da Namisa de 7,5 milhões de t este ano para 42 milhões de t.

É a primeira vez que as cinco maiores siderúrgicas do Japão juntam forças para assegurar ativos no exterior. Até agora, elas estavam relutantes em apostar pesado em minas de minério de ferro e carvão, deixando esse papel para companhias de trading.

A Itochu no mês passado informou que queria triplicar sua participação em minas de minério de ferro no exterior para 30 milhões de t por ano até 2015, diante de um aperto na demanda.