Presidente de companhia aérea indiana se arrepende e anula demissões

Agência AFP

MUMBAI - O presidente da Jet Airways, a maior companhia aérea indiana, anunciou que sentiu remorso por ter demitido 1.900 funcionários e que vai contratar todos de volta.

- Não podia dormir. Me abalou vê-los chorar. Peço desculpas pelo sofrimento e o trauma provocados - disse Naresh Goyal.

- É uma decisão pessoal, como pai de família destes funcionários, que podem voltar ao trabalho - acrescentou.

O diretor geral da Jet Airways, Wolfgang Prock Schauer, anunciara na quarta-feira a demissão de 1.900 funcionários - 15% da empresa.

A medida foi adotada dois dias depois do anúncio de uma aliança da Jet Airways com a rival Kingfisher para enfrentar a crise do setor aéreo na Índia.

Centenas de aeromoças e comissários de bordo da empresa protestaram na quinta-feira no aeroporto de Nóva Delhi.