Câmara Setorial propõe leilões quinzenais de arroz

SÃO PAULO, 16 de outubro de 2008 - A realização de leilões de arroz quinzenais, com oferta de 50 mil toneladas cada, foi proposta pela Federação dos Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Fedearroz), nesta quinta-feira, em Brasília, na reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Arroz. Com estoques públicos de 650 mil toneladas, a idéia é promover leilões no dia 29 de outubro e em 11 de novembro. Neste ano, já foram leiloadas 843,4 mil toneladas.

O presidente da Fedearroz, Renato Rocha, disse que o cenário do arroz está mais positivo em relação ao mercado, mas o setor precisa de R$ 1 bilhão para sustentar os preços nas safras. 'Deste total, R$ 600 milhões seriam para Empréstimo do Governo Federal (EGF) e R$ 400 milhões para opções públicas. O objetivo é evitar o enxugamento da oferta e manter os preços competitivos.'

Segundo o presidente da Câmara Setorial, Francisco Lineu Schardong, os estoques da região Sul são suficientes para abastecer o mercado interno até a próxima safra. 'Nos meses de dezembro, janeiro e fevereiro o consumo de arroz diminui consideravelmente devido ao período de férias.'

De acordo com dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a produção de arroz na safra 2008/2009 deverá ser de 12,1 milhões de toneladas, sendo 700 mil para exportação. 'Esse volume é excelente se considerarmos o resultado alcançado em 2007, que foi de 400 mil toneladas. Ou seja, vamos praticamente dobrar as exportações.'

(Redação - InvestNews)