Associação de provedores de internet contra a fusão de teles

REUTERS

BRASÍLIA - A Associação Nacional dos Provedores de Internet e de Empresas de Multimídia entrou com liminar na Justiça, reivindicando a exclusão de dois artigos do novo Plano Geral de Outorgas, que está sendo discutido nesta quinta-feira pelo Conselho Diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Esses itens viabilizam a fusão das telefônicas Oi e Brasil Telecom. O presidente da associação, Adelmo Santos, argumentou que a Anatel está dando prioridade ao interesse de empresas privadas em detrimento do consumidor, ao discutir a revisão do plano para viabilizar a fusão. A entidade representa 689 associados em todo o país

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais