Apesar de resultado, Klabin assegura solidez

SÃO PAULO, 16 de outubro de 2008 - A divulgação dos resultados da Klabin ocorre em meio a grande instabilidade econômica, que afeta cada empresa e cada setor de um modo distinto, esclareceu Reinoldo Poernbacher, diretor geral da companhia.

O executivo reafirma que a Klabin não faz operações estruturadas de hedge especulativo e a solidez financeira da empresa pode ser observada pela disponibilidade de caixa de R$ 2,1 bilhões em 30 de setembro. Além disso, para os próximos 15 meses os resgates de financiamentos somam R$ 492 milhões, "o que mantém a companhia em situação confortável", afirma Poernbacher.

De acordo com o diretor geral da empresa, mantidas as condições atuais, as disponibilidades de caixa cobrem as amortizações de financiamentos nos próximos três anos e meio, "supondo que não se gerasse caixa, o que não é o caso". Nesse mesmo período, a Klabin dispõe de exportações livres, para novos financiamentos em moeda estrangeira, de US$ 1,4 bilhão.

Um dos destaques da Klabin no terceiro trimestre foi o volume de exportação de cartões revestidos, que atingiu 58 mil toneladas, 130% e 9% superior ao terceiro trimestre de 2007 e segundo trimestre deste ano, respectivamente. As exportações de cartões somaram até setembro 158 mil toneladas, 97% superiores aos nove primeiros meses de 2007.

O volume de vendas de cartões acumulou 380 mil toneladas até setembro, 41% superior aos nove meses de 2007. O market share da Klabin no Brasil atingiu 18% até o mês de setembro de 2008, o que representa um acréscimo de 5% em relação a igual período de 2007. A receita líquida de cartões cresceu 33% e 29% em relação ao terceiro trimestre de 2007 e aos nove meses do ano passado, respectivamente. A receita líquida de cartões representa 30% da receita total, 6% superior ao terceiro trimestre de 2007.

Outro ponto de destaque no terceiro trimestre foi o volume de vendas de papéis e embalagens, que registrou 388 mil toneladas e 1.186 toneladas até setembro deste ano, nos dois casos 8% a mais do que no mesmo período do ano passado.

(Micheli Rueda - InvestNews)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais