Projeções sobem no longo prazo

SÃO PÁULO, 2 de outubro de 2008 - As projeções de juros de longo prazo embutidas nos contratos de Depósitos Interfinanceiros (DI) negociados na BM&FBovespa iniciam os negócios sinalizando alta acompanhando a valorização da moeda norte-americana. O DI de janeiro de 2012 registrava juro anual de 14,05%, ante 13,95% do ajuste de ontem. Janeiro de 2010 apontava taxa de 14,41%, frente aos 14,35% do ajuste anterior.

No curto prazo as taxas mantêm a estabilidade, janeiro de 2009 apontava taxa de 13,97%, mesmo do último ajuste.

O dia deve ser movimentado em torno da aprovação do pacote de US$ 700 bilhões proposto pelo governo norte-americano para socorrer o setor financeiro dos Estados Unidos. A medida passou no Senado ontem, a noite, por 74 votos a 25, e agora deve seguir para a Casa dos Representantes (Câmara dos Deputados), a fim de ser votada amanhã. Na segunda-feira, o pacote foi rejeitado pelos senadores.

(Maria de Lourdes Chagas - InvestNews)