Ásia em queda após a aprovação do pacote nos EUA

SÃO PAULO, 2 de outubro de 2008 - As bolsas da Ásia operam em queda nesta quinta-feira, mesmo após o Senado dos Estados Unidos ter aprovado o pacote de resgate ao setor financeiro, avaliado em US$ 700 bilhões e elaborado pelo secretário do Tesouro, Henry Paulson.

O projeto voltará agora à Câmara de Representantes, que rejeitou o texto original de Paulson na última segunda-feira. O pacote aprovado pelo Senado traz diversas emendas adotadas para agradar os deputados que votaram contra o plano original.

Entre as principais emendas estão a ampliação do limite de garantia dos depósitos bancários nos Estados Unidos, de US$ 100 mil para US$ 250 mil, e benefícios fiscais para a classe média e as empresas.

Sob o nome de "Lei de Estabilização Econômica de Emergência", o plano concede poderes sem precedentes a Paulson para socorrer o setor bancário e restabelecer as linhas de crédito nos Estados Unidos.

Na Ásia, os mercados ainda reagem com cautela diante da aprovação do plano. Os investidores permanecem desconfiados sobre a garantia de que o pacote de US$ 700 bilhões será suficiente para recuperar a economia dos Estados Unidos.

Em Tóquio, o índice Nikkei 225 operava há pouco com queda de 1,09%, aos 11.244,42 pontos. Em Seul, o indicador Kospi perdia 1,91%, aos 1.412,21 pontos. Em Hong Kong, o referencial Hang Seng caía 1,28%, aos 17.785,79 pontos. Já na China, o mercado não opera até o dia 06 de outubro por conta do feriado local.

Entre as divisas, o dólar era negociado minutos atrás a 105,75 ienes em Tóquio, contra 106,28 ienes da sessão anterior. Já o euro também operava em baixa, negociado a 147,69 ienes, frente aos 150,15 ienes observados no fechamento do último pregão.

(Marcel Salim - InvestNews)