Lula recomenda que não falte crédito no país, diz ministro

REUTERS

BRASÍLIA - Preocupado com os possíveis efeitos da crise financeira internacional, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva recomendou à equipe econômica que faça todo o esforço possível 'para não faltar crédito no país', disse um ministro à Reuters, após reunião da coordenação política na quarta-feira.

Por recomendação do presidente, os ministério da Fazenda e do Planejamento já analisam uma série de alternativas para reforçar linhas de crédito destinadas a financiar as exportações brasileiras.

Segundo a fonte, que falou sob condição de anonimato, o ministro Guido Mantega disse na reunião que a crise 'existe, é preocupante, mas que ainda não é problema para o Brasil'. De acordo com o relato, Mantega afirmou que os investimentos externos diretos ficaram em torno de 4 bilhões de dólares em setembro e que as reservas brasileiras continuam 'intactas'.