Pobres pagam pela crise dos ricos nos EUA, diz Morales

REUTERS

MANAUS - O presidente da Bolívia, Evo Morales, criticou nesta terça-feira o pacote de resgate do setor financeiro dos Estados Unidos. Na opinião dele, o plano fará com que os pobres paguem o preço dos problemas gerados pelos ricos.

- Na Bolívia, nacionalizamos para que o povo tenha dinheiro, enquanto que os Estados Unidos querem nacionalizar a dívida e a crise da gente que tem dinheiro - afirmou ele a jornalistas antes de entrar no hotel em que se reunirá com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, e o presidente do Equador, Rafael Correa.

Morales acrescentou que o 'capitalismo não é nenhuma solução para a humanidade que habita este planeta' e causa exploração e pobreza.