Ameaça de bomba suspende leilão de energia A-5

Portal Terra

SÃO PAULO - A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) informou, nesta terça-feira, que suspendeu o leilão de energia nova A-5, que seria realizado nesta manhã, devido a uma ameaça de bomba em seu prédio, situado na zona oeste de São Paulo.

Segundo o órgão, o leilão será retomado assim que as autoridades policiais terminem a varredura que está sendo realizada no prédio. De acordo com o Corpo de Bombeiros, quatro carros da corporação estão no local para dar suporte às buscas feitas pela polícia no edifício.

Leilão

O leilão de energia nova A-5 terá a participação de 51 empreendimentos de geração que se inscreveram e depositaram as garantias previstas no edital de licitação. A relação, divulgada pela Comissão Especial da Licitação, da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), inclui 49 usinas termelétricas, a hidrelétrica Baixo Iguaçu (PR) e a central geradora eólica Delta do Parnaíba (PI).

O A-5 vai negociar contratos de comercialização de energia elétrica com início de suprimento em janeiro de 2013. Em todos os casos previstos no edital, as outorgas de concessão (hidrelétricas) e autorização (termelétricas, PCHs, eólicas e ampliações de empreendimentos existentes) estão condicionadas à negociação de energia no leilão.

O preço-teto definido no ofício do Ministério de Minas e Energia, para as termelétricas e a usina eólica será de R$ 146 por MWh. Já o Preço de Referência de Baixo Iguaçu ficará em R$ 123 por MWh.