Ações da Petrobras seguram queda do Ibovespa

SÃO PAULO, 26 de agosto de 2008 - Após a divulgação da ata do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc), dos Estados Unidos, referente a reunião do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) realizada dia 5 de agosto, as principais praças acionárias mundiais encerraram o dia em leve alta. Já o índice acionário da BM&FBovespa marcou desvalorização de 0,22%, aos 54.358 pontos. O giro financeiro, mais uma vez, foi inferior a média mensal: R$ 3,27 bilhões.

A minuta do FomC apontou que o próximo movimento dos juros norte-americano será de alta, porém o documento não especificou o período que isso aconteceria. Atualmente, os juros estão fixados em 2% ao ano. 'A ata não trouxe grandes novidades. A única surpresa é que alguns membros estão mais otimistas com a queda do preço do petróleo e alimentos', explica Miguel Daoud, diretor da Global Financial Advisor.

'Acredito que em uma das próximas três reuniões programadas para este ano, a entidade monetária norte-americana deverá elevar os juros em 0,25 ponto percentual', completa o diretor da Global Financial Advisor.

No mercado doméstico, as ações preferenciais e ordinárias da Petrobras foram o destaque de alta, com valorização de 1,12% e 0,86%, respectivamente. 'A queda do Ibovespa só não foi maior em função da valorização das ações da Petrobras', afirma Daoud.

Além da alta do petróleo no mercado internacional - negociado acima de US$ 116 -, as ações da estatal petrolífera brasileira também repercutiram relatório do Deutche Bank recomendando a compra dos papéis.

Na ponta oposta, as ações ordinárias da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo - Sabesp - lideraram as perdas do Ibovespa nesta terça-feira com queda de 6,31%. Os papéis repercutiram relatório do banco de investimentos UBS Pactual, que reduziu o preço-alvo de R$ 55,00 para R$ 47,00 e manteve recomendação Neutra.

Além dos papéis da Sabesp, dentre as três maiores desvalorizações estiveram Sadia PN (-3,72%), e Cesp PNB (-3,69%). Na ponta oposta, os destaques de alta foram Eletropaulo PNB (+3,74%), ALL units (+2,7%) e Celesc PNB (+2,47%).

Já o Ibovespa com vencimento em outubro registrou queda de 0,14%, a 55.320 pontos, nas negociações futuras da BM&FBovespa.

(Vanessa Correia - InvestNews)