BB oferece três produtos para RPPS

SÃO PAULO, 4 de julho de 2008 - Atualmente, o Banco do Brasil conta apenas com três fundos de investimentos, totalmente aderentes à Resolução 3.506 para atender aos Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS) de Estados e Municípios.

Um deles é o BB Regime Próprio II, composto de Letras Financeiras do Tesouro (LFT) e é direcionado aqueles institutos e fundos de previdência com patrimônio de até R$ 5 milhões. É possível aplicar a partir de R$ 10 mil. ´Este tem banchmark, ou seja, o que ele persegue de rentabilidade é 97% do Certificado de Depósito Interbancário (CDI)´, explica Alexandre José Paes Reys, gerente da Unidade de Gestão Previdenciária do Banco do Brasil.

O segundo produto é o BB Regime Próprio III, um produto direcionado aqueles fundos que já possuem um patrimônio superior a R$ 5 milhões. Este produto tem taxa de administração de 0,2% ao ano e persegue de rentabilidade de 100% do CDI.

Por último, há o BB Regime Próprio Arrojado, uma carteira mista composta de títulos públicos federais e títulos privados. ´Cerca de 20% da carteira deste fundo são títulos privados, onde o banco concentrou CDBs (Certificado de Depósito Bancário) de bancos de primeira linha. Este produto tem uma taxa de administração de 0,3% ao ano e a rentabilidade dele, ultimamente, tem tido uma performance muito melhor, em função de nossa carteira de títulos privados que começou a dar uma rentabilidade muito boa. E isto se repercute na rentabilidade total do fundo´, explica Reys.

(Angela Ferreira - InvestNews)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais