Índice das empresas recua 2,7% até maio

SÃO PAULO, 25 de junho de 2008 - A inadimplência das empresas caiu 2,7% no acumulado de janeiro a maio de 2008, ao comparar com o mesmo período do ano passado. Já em relação a maio desse ano com maio de 2007 a queda foi de 7,5%, conforme o Indicador Serasa de Inadimplência Pessoa Jurídica.

Os títulos protestados lideraram o ranking da inadimplência das empresas até maio de 2008, com participação de 42,3%, em comparação com igual período de 2007 o número foi de 39,8%. Logo após aparecem os cheques devolvidos que representaram 38,5%, ante 38,6% de janeiro a maio do ano anterior. E, para fechar o ranking, com 19,2% de representatividade estão às dívidas com os bancos.

Já o valor médio das dívidas com bancos nos cincos primeiros meses de 2008 foi de R$ 4.456,91, o que representa uma alta de 8,7% em relação ao mesmo período de 2007. Enquanto que nos títulos protestados o valor médio foi de R$ 1.473,08, com elevação de 2,7%.

Para os técnicos da Serasa a queda da inadimplência das pessoas jurídicas é em virtude do nível de atividade da economia doméstica que apesar da relativa acomodação, ainda permanece positivo em relação ao mesmo período de 2007. ´Essa expansão tem permitido a melhora do fluxo de caixa das empresas, o que, conseqüentemente, favorece o pagamento dos fornecedores e a quitação dos financiamentos e empréstimos tomados para atender às necessidades de capital de giro e de investimentos das empresas´, conforme documento.

(Redação - InvestNews)