Nippon Steel pode aceitar reajuste de preço

SÃO PAULO, 24 de junho de 2008 - A Nippon Steel, segunda maior siderúrgica do mundo, e as suas concorrentes asiáticas provavelmente aceitarão o aumento recorde nos preços dos minérios de ferro promovido pela Rio Tinto, o que poderá pressionar as margens de lucro das empresas.

Em abril, a Nippon Steel projetou um declínio de 41% no seu lucro anual, após aceitar um pequeno reajuste nos preços do minério de ferro realizado pela Vale, maior exportadora de matérias-primas do mundo. Com o aumento das despesas, as siderúrgicas repassaram a elevação dos preços para as montadoras e construtoras.

De acordo com Hiroshi Nakashima, porta-voz da Nippon Steel, a companhia ainda negocia com a Rio Tinto e com a BHP Billiton o ajuste nos preços do minério de ferro. A Baosteel Group, maior siderúrgica da China, já concordou em pagar 97% a mais pelo minério australiano, levando suas ações a registrarem uma depreciação de 10%. As siderúrgicas japonesas provavelmente pagarão o mesmo preço.

(Redação - InvestNews)