Brasil é o país que tem mais milionários na América Latina

Agência AFP

PARIS - A América Latina se converteu na terceira região do mundo onde houve o maior aumento do número de milionários em 2007, com o Brasil na liderança, segundo um estudo do banco americano Merrill Lynch e da consultoria de informática Capgemini divulgado nesta terça-feira.

O mundo tem agora mais de 10 milhões de milionários, segundo este estudo, que destaca um aumento de 6% em relação a 2006.

Ocupando o terceiro lugar, o Brasil, atrás da Índia e da China, é o país onde mais aumentou a quantidade de grandes fortunas (19,1%).

Em todo o mundo, a quantidade de ''fortunas enormes'' (mais de 30 milhões de dólares de patrimônio financeiro) aumentou ainda mais, 8,8%. Nesse grupo figuram 103.320 pessoas, segundo o estudo.

A fortuna acumulada de 10,1 milhões de milionários alcançou, em 2007, os 40,7 trilhões de dólares, ou seja, um aumento de 9,4% em relação a 2006.

Tanto no caso do Oriente Médio (+15,6%) e da Europa do Leste (+14,3%) - as duas regiões que lideram a lista - quanto na América Latina, o progresso é resultado dos preços das matérias-primas e do desenvolvimento de novos mercados financeiros.

A entrada de capitais privados na América Latina se duplicou em 2007. E, nesse contexto, a bolsa de São Paulo, com seu principal indicador, o Bovespa, ficou em quarto lugar mundial pela importância de suas ações e lucros.

O estudo abrange 71 países que representam 98% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial e 99% da capitalização na bolsa mundial.