BNDES pode se tornar sócio da Vale no Pará

SÃO PAULO, 4 de junho de 2008 - O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, confirmou que a instituição poderá participar como acionista da siderúrgica que a Vale está planejando construir no Pará. "Considerando o interesse brasileiro em ter um empreendimento siderúrgico no Norte, nós podemos examinar a possibilidade de participar também como sócio", disse.

Como a participação do BNDES no projeto está em fase de negociação, ainda não foi estipulado limite para participação do banco. Coutinho afirmou que é interessante para o banco participar de um empreendimento siderúrgico. "E é importante do ponto de vista do BNDES, como banco de desenvolvimento, apoiar projetos que têm um grande poder multiplicador nas regiões menos desenvolvidas do Brasil , que são o Norte e Nordeste", observou.

Coutinho revelou que as condições de infra-estrutura do projeto ainda estão sendo avaliadas, mas relatou que trata-se de algo que envolve investimentos de pelo menos R$ 5 bilhões. Ele antecipou que a nova usina não terá como objetivo somente o abastecimento do mercado interno. "Nenhuma produção de siderurgia é hoje só voltada para o mercado interno. Será para o mercado interno e para exportação", afirmou.

As informações são da Agência Brasil.

(Redação - InvestNews)