Baxter reduz emissões de gás carbônico

SÃO PAULO, 3 de junho de 2008 - A Baxter Hospitalar contabilizou uma redução de 700 toneladas na emissão do gás carbônico (CO2) gerado pela empresa, volume que equivale à absorção de CO2 realizada por cerca de 3100 árvores. As ações fazem parte das comemorações do Dia Mundial do Meio Ambiente, em 5 de junho.

Nos quatro primeiros meses deste ano, a empresa conseguiu diminuir em 250 toneladas a emissão de CO2, equivalente à absorção de CO2 de 1100 árvores. O ritmo de redução foi maior do que o de 2007, quando a empresa deixou de emitir 450 toneladas de gás carbônico.

Esses resultados foram alcançados com a introdução de melhorias no processo de produção e medidas para aumentar o reuso de água e reduzir o consumo de gás e energia elétrica. A empresa criou ferramentas como o ´Balanço de Água´ e o ´Balanço de Energia´ para monitorar o consumo de recursos naturais em todas as etapas da produção.

"Estamos investindo em equipamentos e analisando o gasto de água, gás e energia elétrica com muito rigor. Ao todo, são monitorados 24 pontos da fábrica", afirma, em nota, o gerente de meio-ambiente, saúde e segurança da Baxter, Frederico Furquim.

Atualmente, cerca de 60% da água empregada na produção é reaproveitada. A água é a principal matéria-prima utilizada pela empresa, que fabrica soro fisiológico e soluções para diálise. A companhia hoje gasta 80% menos água do que há 10 anos.

A empresa possui cerca de 40 programas ambientais, desenvolvidos por um Comitê de Recursos Naturais do qual participam diversos departamentos e níveis hierárquicos da empresa. Em relação ao consumo de energia, neste ano a economia com gás e eletricidade já atingiu 14%.

(Redação - InvestNews)