Subsídio dos EUA ao algodão prejudica Brasil

SÃO PAULO, 2 de junho de 2008 - O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Reinhold Stephanes, declarou, agora a noite, que os subsídios norte-americanos para o algodão causaram e continuam provocando prejuízos aos produtores brasileiros. 'Considero um desrespeito do governo americano em não cumprir com a decisão da Organização Mundial do Comércio (OMC). É um absurdo que este governo se apóie na fragilidade e dificuldade do cumprimento das decisões da OMC. Estas medidas devem ser respeitadas, ainda mais, levando em conta que os Estados Unidos são signatários da organização', disse Stephanes.

O ministro se referiu à decisão da OMC, anunciada nesta segunda-feira, que confirmou, pela segunda vez, a ilegalidade dos subsídios norte-americanos para o algodão. 'Espero que o Ministério das Relações Exteriores aja com todo o rigor nesta questão. A postura americana comprova que o país, aliado a União Européia, demostra não estar disposto a cumprir com as suas responsabilidades na Rodada de Doha', completa.

O primeiro painel sobre o assunto foi concluído em 2005, quando os subsídios americanos para o algodão foram condenados pela OMC. Na época, foi estipulado um prazo de dois anos para que o país adotasse as recomendações da organização. Como não foram cumpridas, o Brasil apelou novamente à OMC resultando na decisão anunciada hoje.

(Redação - InvestNews)