Resultado da Porto Seguro veio em linha com o esperado

SÃO PAULO, 2 de junho de 2008 - Para o analista de investimentos da Corretora Spinelli, Jayme Alves, o aumento do número de sinistros, aliado à crescente e forte concorrência no setor, fez com que a Porto Seguro registrasse queda de 49,3% no lucro líquido no primeiro quadrimestre em relação a igual período de 2007.

Apesar disso, segundo o profissional, os resultados vieram em linha com o esperado. "O resultado veio um pouco melhor do que no primeiro trimestre, que veio bem mais fraco, impactado pelo forte aumento de sinistro. Além disso, a empresa está sofrendo com os novos concorrentes. Como os números foram melhores, representa um sinal positivo", destaca Jayme Alves.

O profissional afirmou que "mesmo em linha com o projetado, esses dados não empolgam muito, já que o índice combinado veio acima do primeiro trimestre, o que aponta que a empresa sofreu com a elevação de sinistros e com a concorrência".

Por outro lado, os investidores reagiram bem aos resultados. "A repercussão das ações foi positiva, porque veio por meio de uma melhora no segmento de automóveis", afirma Alves.

Alves concorda também que as perspectivas são positivas para a empresa em virtude do crescimento da frota de automóveis no Brasil, o que conseqüentemente aumenta o percentual de seguros. "Outro ponto que seria favorável para a Porto Seguro seria um movimento de alta de juros, que proporcionará a empresa, um retorno maior de juros sobre títulos, só que isso não será suficiente para compensar os resultados".

No momento, o analista recomenda que os investidores esperem os reflexos do setor automobilístico, que irá aumentar o número de veículos segurados e também uma melhora de sinistros.

Há pouco, na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), as ações ordinárias da Porto Seguro (PSSA3) registravam valorização de 1,41%, negociadas a R$ 19,47.

(Déborah Costa - InvestNews)