Inflação do país poderá atingir 1,5%, diz Mizuno

SÃO PAULO, 2 de junho de 2008 - Atsuhi Mizuno, membro do comitê de política monetária do Banco do Japão (BoJ, central), prevê que a inflação do Japão aumente para aproximadamente 1,5% em maio e a economia apresente um crescimento sustentável nos próximos dois anos.

Em artigo publicado hoje, Mizuno também afirma que os bancos centrais vão gradualmente alterar suas medidas de combate a inflação e em relação a desaceleração mundial. Ele acrescenta que lidar com a inflação é mais complicado para o BoJ, observando que no Japão a inflação é impulsionada mais pelos preços da importação do que pelos altos custos da energia e matérias-primas.

De acordo com o membro do comitê do BoJ, as condições de emprego e salariais serão cruciais para determinar o futuro da política monetária do Japão. O mecanismo de crescimento do país, em que os ganhos da exportação ultrapassam o do setor doméstico, ainda está intacto.

Mizuno também afirmou que a alta da inflação está surgindo como uma grande incerteza dentro das perspectivas econômicas mundiais.

(Redação - InvestNews)