Brasil é excelente opção entre emergentes

SÃO PAULO, 2 de junho de 2008 - O País nunca esteve tão bem preparado para enfrentar problemas por conta das restrições que batem na economia americana. "O Brasil não tem excessos financeiros de ordem alguma. As hipotecas, apenas 2% do Produto Interno Bruto (PIB); crédito ao consumo para automóveis, por exemplo de R$ 110 bilhões; alavancagem bancária moderada, sem bolha de preço de ativos" são fatores positivos, disse o economista-chefe do Banco Bradesco de Investimentos S/A, Dalton Gardiman.

Para ele, o crescimento maior com participação maior da demanda doméstica, sem bolhas, é talvez o mais desejável atributo no mundo hoje. "O descolamento relativo é uma possibilidade. A palavra-chave hoje é ´Relativo´. Desempenho ´Absoluto´ não será como antes, mas o Brasil é relativamente uma excelente opção entre todos os emergentes".

(Silvana Orsini - InvestNews)