Bônus soberanos recuam no Japão; Ásia em alta

SÃO PAULO, 2 de junho de 2008 - Com exceção de Seul, as principais praças acionárias da Ásia fecharam em alta nesta segunda-feira, impulsionadas pela queda nos preços dos bônus soberanos no Japão. Os indicadores econômicos norte-americanos, melhores que o esperado pelos analistas, e os recuos nos preços do barril de petróleo também colaboraram para os ganhos nas sessões da região.

O índice Nikkei 225 de Tóquio subiu 0,70%, para 14.440,14 pontos, registrando seu melhor nível desde 9 de janeiro deste ano. O indicador Kospi de Seul caiu 0,24%, para 1.847,53 pontos. Em Hong Kong, o índice referencial Hang Seng registrou alta de 1,22%, para 24.831,36 pontos. Já na China, o indicador Xangai Composto apresentou ganho de 0,75%, para 3.459,04 pontos.

Os investidores asiáticos reagiram positivamente a divulgação de indicadores nos Estados Unidos, publicados na semana passada e que estiveram acima do projetado pelos analistas. Apesar do forte avanço da inflação sobre as economias da Ásia, os economistas acreditam que a maioria das autoridades monetárias não elevará a taxa básica de juros, conforme o previsto anteriormente.

O recuo nos preços de bônus soberanos governamentais também serviu de refugiu para os investidores. Na semana passada, os bônus da Zona do Euro, Japão e Estados Unidos registraram seus maiores níveis de 2008. Hoje, os valores dos bônus a 10 anos do governo nipônico caíram 2 pontos percentuais, para 1,77%.

Destaque na Ásia para as ações da Sony, que impulsionaram a alta do índice Nikkei 225 com avanço de 4,55%, beneficiadas pela decisão do banco de investimentos norte-americano Goldman Sachs de elevar a classificação dos papéis da companhia para "comprar". Outras empresas do setor de tecnologia também foram beneficiadas. Os títulos da Canon e Casio Computer, por exemplo, avançaram 1,76% e 1,87%, respectivamente.

A queda nos preços do petróleo também incentivou as altas na Ásia. O barril norte-americano encerrou o dia cotado a US$ 126,56, valor US$ 0,79 menor em comparação ao último fechamento em Nova York.

No mercado de divisas de Tóquio, a moeda norte-americana encerrou o dia negociada a 105,08 ienes, ante 105,44 ienes observados no fechamento da sessão anterior. Já o euro se desvalorizou para 163,17 ienes.

(Marcel Salim - InvestNews)