Desemprego cai pelo 2º mês e rendimento sobe em abril

REUTERS

SÃO PAULO - O desemprego brasileiro caiu pelo segundo mês seguido em abril, atingindo a menor leitura desde janeiro, e a renda do trabalhador aumentou, informou nesta quarta-feira o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A taxa nas seis maiores regiões metropolitanas do país ficou em 8,5 por cento no mês passado, ante 8,6 por cento em março. Analistas consultados pela Reuters previam manutenção em 8,6 por cento.

O número de pessoas ocupadas ficou praticamente estável em relação a março, em 21,4 milhões. Em relação a abril de 2007, houve alta de 4,3 por cento.

O total de desocupados manteve-se em 1,991 milhão de pessoas na comparação mensal e caiu 13,9 por cento sobre o mesmo mês do ano passado.

O rendimento médio real do trabalhador atingiu 1.208,10 reais, alta de 1 por cento sobre março e de 2,8 por cento ante abril de 2007.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais