Certificação abre mercado russo para Embraer

SÃO PAULO, 16 de maio de 2008 - A Embraer recebeu a aprovação final do Comitê Interestadual de Aviação (IAC -Interstate Aviation Committee, em inglês) da Rússia para operação da família de jatos regionais ERJ 145, de 37 a 50 lugares, composta pelos jatos ERJ 135 de 37 lugares, ERJ 140, de 44 lugares, e ERJ 145, de 50 lugares. Desta forma, a família de jatos regionais da Embraer poderá operar em toda a CEI que, além da Rússia, inclui a Armênia, Azerbaijão, Bielorússia, Geórgia, Cazaquistão, Quirguistão, Moldávia, Tadjiquistão, Ucrânia e Uzbequistão.

Na mais recente projeção de mercado, a Embraer prevê grandes oportunidades no mercado russo, devido à necessidade de substituir uma frota antiga de aeronaves comerciais, construídas na Europa Oriental. A idade média da frota russa é de 23 anos. Pouco mais de 50% desses modelos têm mais de 20 anos de idade e há uma necessidade de substituir as aeronaves de menor capacidade.

'A certificação da família ERJ 145 na Rússia é uma conquista expressiva para a Embraer e uma grande oportunidade para atendermos um mercado importante, que precisa urgentemente substituir suas aeronaves', diz, em nota, o diretor de programas da aviação comercial, Antonio Campello. 'A família ERJ 145 é perfeitamente adequada para esse ambiente, com uma plataforma testada e comprovada, economicamente incomparável e com mais de mil unidades voando em todo o mundo.'

A Embraer prevê a demanda de 510 jatos, com capacidade de 30 a 120 lugares nos próximos 20 anos na Rússia/CEI, de 23% para o crescimento de suporte ao transporte aéreo e 77% para substituir aviões antigos. Essa frota específica de jatos deverá crescer em torno de 24%, das 485 unidades em 2007 para 602 por volta de 2027.

(Redação - InvestNews)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais