Receita da Roche cai 4% no 1º trimestre

SÃO PAULO, 17 de abril de 2008 - A Roche Holding AG, maior fabricante de medicamento contra câncer do mundo, informou hoje que sua receita declinou 4% no primeiro trimestre, para 10,9 bilhões de francos suíços (US$ 10,9 bilhões), ante 11,34 bilhões de francos suíços registrados no mesmo período do ano anterior. O resultado ficou abaixo dos 11,24 bilhões de francos suíços estimados pelos analistas.

De acordo com a companhia, o desempenho negativo é um reflexo da desvalorização do dólar e das baixas vendas do medicamento Tamiflu, utilizado no tratamento de gripe. A Roche, maior empresa farmacêutica da Suíça, afirmou em janeiro que esperava que as vendas do Tamiflu tivessem uma queda de aproximadamente 1,7 bilhão de francos suíços em 2008, já que o governo parou de armazenar o remédio.

A demanda reduzida foi compensada pelo aumento das vendas do Avastin, utilizado no tratamento de câncer de cólon, pulmão e mama; e do Herpecin, usado para tratamento de tumor de mama. A companhia busca expandir o uso dos medicamentos, testando-os em mais tipos de câncer.

A empresa reafirmou sua projeção para 2008, e espera que as vendas anuais cresçam menos de 10%, excluindo as vendas do Tamiflu. Os medicamentos Herceptin e Avastin auxiliaram a companhia a registrar um crescimento superior em relação as suas rivais, como a Novartis, que enfrenta o aumento da competição com os remédios genéricos.

(Redação - InvestNews)