Projeções sobem no curto e médio prazo na BM&F

SÃO PAULO, 17 de abril de 2008 - As taxas de juros de curto e médio prazo dos contratos de Depósitos Interfinanceiros (DI) negociados na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F) continuam sinalizando alta nesta segunda etapa do dia. Já nos prazos mais longos as taxas recuam.

O contrato de DI de julho deste ano, o mais negociado no momento, com 812 mil contratos fechados e giro de R$ 79,4 bilhões, indicava juro anual de 11,81%, ante 11,65% do ajuste anterior.

O contrato de maio de 2008 apresentava taxa anual de 11,63%, ante 11,46% do fechamento de ontem com 188,2 mil transações e giro de R$ 18,7 bilhões. Junho apontava taxa de 11,64%, ante 11,49% do ajuste da véspera. Este contrato tinha 399,3 mil negócios fechados e giro de R$ 39,4 bilhões.

Janeiro de 2009 apontava taxa de 12,62%, contra 12,52% do ajuste anterior, com 613,9 mil contratos fechados e giro de R$ 56,3 bilhões. O DI de janeiro de 2010 indicava juro anual de 13,25%, face aos 13,36% do fechamento anterior. Janeiro de 2012 apontava taxa de 13,29%, contra 13,47% do fechamento anterior.

(Maria de Lourdes Chagas - InvestNews)