Resultados superam projeções nos EUA; Ásia em alta

SÃO PAULO, 16 de abril de 2008 - A maioria dos mercados acionários na Ásia fechou em alta nesta quarta-feira, impulsionada pela divulgação dos resultados de bancos regionais nos Estados Unidos e da Intel. Os novos recordes nos preços do barril de petróleo estimularam o bom desempenho do setor energético asiático, elevando os ganhos nos pregões.

O índice Nikkei 225 de Tóquio subiu 1,19%, para 13.146,13 pontos. O indicador Kospi de Seul avançou 0,94%, para 1.758,56 pontos. Na contramão, em Hong Kong, o índice referencial Hang Seng apresentou queda de 0,10%, para 23.878,35 pontos. Já na China, o índice Xangai Composto recuou 1,69%, para 3.291,60 pontos.

Os investidores asiáticos acompanharam ontem a divulgação de resultados de entidades bancárias regionais nos Estados Unidos, que superaram as estimativas do economistas e minimizaram as preocupações com a crise no mercado de crédito subprime ou de alto risco nos EUA.

Na Ásia, o setor financeiro foi beneficiado. Entre os bancos japoneses, as ações do Mitsubishi UFJ Financial apontaram alta de 4,04%, enquanto os do Mizuho Financial avançaram 4,23%. Na Austrália, os papéis do Macquarie Group apresentaram ganho de 3,66%. Já os títulos do Australia & New Zealand Banking subiram 1,52%.

A divulgação dos resultados da norte-americana Intel, a maior fabricante de microprocessadores do mundo, também impulsionou a compra de ações do setor de tecnologia na Ásia. A companhia anunciou hoje um lucro líquido de US$ 1,44 bilhão no primeiro trimestre de 2008, registrando queda de 12% em relação a US$ 1,63 bilhão obtido no mesmo período do ano passado. Apesar do recuo nos lucros, os dados estiveram em linha com o projetado pelos analistas.

Entre as companhias de tecnologia, as ações da Canon subiram 2,61%, enquanto as da Sony aumentaram 3,46%. Os papéis da Advantest Corp e da Trend Micro cresceram 3,65% e 0,74%, respectivamente.

O setor energético também registrou desempenho positivo, impulsionado por um novo recorde nos preços do petróleo, que atingiu US$ 113,74 ontem na Bolsa de Mercadorias de Nova York (NYMEX, na sigla em inglês). Já nas operações eletrônicas da Ásia, o barril norte-americano encerrou o dia com ligeira baixa, mas ainda negociado acima dos US$ 113. Entre as petrolíferas, os títulos da Inpex Holdings apontaram alta de 2,46%, enquanto os da Woodside Petroleum avançaram 4,54%.

Até o fim da semana, os investidores asiáticos aguardarão pela divulgação de resultados corporativos e bancários, como os dados do JPMorgan Chase, Merrill Lynch e Citigroup, que poderão indicar sinais de desaquecimento na economia norte-americana.

(Marcel Salim - InvestNews)