Tricô gera maior número de empregos no sul de MG

SÃO PAULO, 15 de abril de 2008 - O tricô continua sendo o principal gerador de empregos em Monte Sião, cidade ao sul de Minas Gerais. Estimativas da Associação Comercial e Industrial de Monte Sião (ACIMS) apontam que o setor têxtil deve gerar 400 empregos a mais em 2008, por conta da volta do tricô no topo da moda e aumento da demanda gerada por produtos de qualidade a preços competitivos. O número de empregos diretos e indiretos gerados pela indústria de malharia retilínea passou de 6,5 mil em 2006 para 7,5 mil em 2007, o que corresponde a 55% da população economicamente ativa do município de 19,5 mil habitantes.

De acordo com os dados da ACIMS, de novembro de 2007 a fevereiro de 2008 cerca de 300 profissionais foram contratados pelas 1.200 indústrias e 800 lojas de malharia retilínea da cidade. A expectativa da ACIMS é de que haja mais 100 novas contratações no setor durante o mês de abril.

De 1998 a 2002, o setor investiu mais de US$ 73,5 milhões para modernizar seus processos de produção com teares importados e fios de última geração, mais leves e de melhor qualidade. A modelagem, antes artesanal, agora é desenvolvida por estilistas profissionais, para tornar as coleções modelos atuais, sintonizadas com as últimas tendências internacionais.

Para formar profissionais e empresários locais, a Associação Comercial promove em parceria com a Sebrae uma série de cursos de capacitação, que vão de vendas e crédito até tendências da moda, passando por modelagem, corte e costura. São programas que ajudam a preparar mais de 500 profissionais por ano.

(Redação - InvestNews)