Brent supera pela primeira vez os US$ 112

Agência EFE

LONDRES - O barril de petróleo Brent, de referência na Europa, superou hoje pela primeira vez os US$ 112 e marcou um novo recorde em US$ 112,08, devido à desvalorização do dólar e aos temores de uma interrupção do fornecimento. O barril do Brent para entrega em maio atingiu esse recorde histórico às 10h19 de Brasília na Bolsa Intercontinental de Futuros (ICE Futures) de Londres, US$ 2,24 a mais que no fim da sessão da segunda-feira.

Após alcançar esse pico, um aumento de mais de 2% em relação ao fechamento de ontem, o petróleo Brent moderou levemente sua escalada e às 10h45 de Brasília era negociado a US$ 111,52. O Brent apresenta hoje uma marcada tendência em alta no mercado londrino, influenciado, principalmente, pela queda do dólar, que, em um contexto de volatilidade dos mercados financeiros, atrai os investidores a apostar em matérias-primas negociadas na moeda americana, como o petróleo. Também causa preocupação a possibilidade de uma redução do fornecimento, segundo os analistas.