Alimentação puxa alta do IPC para baixa renda

SÃO PAULO, 15 de abril de 2008 - O Índice de Preços ao Consumidor (IPC-C1), que mede o consumo das famílias com renda de 1 a 2,5 salários mínimos, registrou alta 2,20% nos primeiros três meses do ano. No acumulado dos últimos 12 meses, a inflação é de 5,99%, até março de 2008. A alta foi pressionada pelo grupo Alimentação que, no trimestre, avançou 4,25% e, no acumulado dos 12 meses, 10,83%. O índice foi lançado hoje pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e será divulgado trimestralmente.

Com esta elevação, o grupo respondeu por 69% da formação da taxa do IPC-C1. Em ordem decrescente de influência sobre o resultado final no trimestre, aparecem os grupos: Habitação (0,75%), Despesas Diversas (1,50%),Transportes (1,63%), Saúde e Cuidados Pessoais (2,66%) e Educação, Leitura e Recreação (2,86%). O item Vestuário foi o único a registrar variação negativa, com -1,37%.

(PD - InvestNews)