Secretário do Tesouro dos EUA dialoga na China

SÃO PAULO, 2 de abril de 2008 - O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Henry Paulson, iniciou nesta quarta-feira uma viagem de dois dias a Pequim durante a qual expresará sua preocupação com a crise no Tibete e dialogará sobre comércio com as autoridades chinesas.

A visita de Paulson, parte de um intercâmbio de rotina entre autoridades econômicas das duas nações, ganhou um significado adicional porque é a primeira de uma autoridade americana à China desde os violentos protestos do mês passado no Tibete.

Paulson também será o primeiro alto funcionário americano a se reunir com Hu Jintao desde que este foi designado novamente como presidente da China em uma sessão parlamentar em março.

Antes da viagem, Paulson enfatizou o caráter econômico da visita, mas deixou claro que também apresentará as preocupações do presidente George W. Bush com a repressão chinesa aos protestos no Tibete.

"Também vou levar a mensagem do governo de que nos importamos muito com o que está acontecendo no Tibete, com os direitos humanos e o Tibete. Assim, me ouvirão claramente dizer isto", disse Paulson ao canal CNBC.

Bush ligou para Jintao na semana passada e expressou sua inquietação, além de ter pedido a reabertura do diálogo com o Dalai Lama, líder espiritual dos tibetanos, acusado pelas autoridades chinesas de ter orquestrado em seu exílio na Índia os maiores protestos no Tibete em duas décadas.

(Redação com agências internacionais - InvestNews)