Setor financeiro externo puxa alta de índice paulista

SÃO PAULO, 1 de abril de 2008 - Notícias relacionadas ao mercado financeiro norte-americano foram responsáveis pela valorização das praças acionárias de Wall Street e do Brasil nesta terça-feira. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) seguiu a tendência mundial e encerrou o dia em alta de 3%, aos 62.774 pontos. O giro financeiro somou R$ 6,01 bilhões.

´A notícia na qual UBS e Deutsche Bank assumiram as perdas que deverão registrar no primeiro trimestre deste ano animou os mercados. Todos querem sanar suas dúvidas com relação ao tamanho das perdas registradas com a crise do subprime´, afirma Luis Gustavo Medina, economista da M2 Investimentos.

Ele ressalta que o mercado de crédito está travado e, com as entidades sabendo o tamanho do problema e quem está sendo mais afetado, a concessão de crédito pode voltar ao ritmo normal. ´As pessoas estão com medo de emprestar. É preciso descongelar o mercado de crédito para que empresas e instituições financeiras, pouco afetadas com a crise, possam voltar a tomar e emprestar crédito´.

As ações do Lehman Brothers cresceram significativamente nesta terça e ajudaram a impulsionar o mercado, já que o banco levantou US$ 4 bilhões após a venda de 4 milhões de ações preferenciais para auxiliar nos rumores de crise de liquidez.

Os bancos brasileiros também reagiram a esse momento favorável do setor financeiro norte-americano e encerraram o dia com altas expressivas. A notícia de que o Banco do Brasil e o Bradesco deverão contabilizar ganhos extraordinários com a venda de parte das ações que possuíam da Visa Inc, também influenciou positivamente os papéis do setor. As ações ordinárias do Banco do Brasil foram as que mais se destacaram, com alta de 6,7% nesta terça-feira.

Dentre os destaques positivos do Ibovespa estão Natura ON, que subiu 7,54%, a R$ 19,25; Brasil Telecom Participações PN, que avançou 6,43%, a R$ 24,99; e Lojas Americanas PN registrou alta de 6,36%, a R$ 13,88. No sentido oposto, Cesp PNB caiu 1,04%, a R$ 28,50; Cosan ON recuou 0,96%, a R$ 25,75; e Telemar PN registrou queda de 0,57%, a R$ 46,33.

Na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F), o Ibovespa com vencimento em abril registrou alta de 3,46%, a 62,960 pontos.

(Vanessa Correia - InvestNews)